Sente que as finanças no casamento estão a causar problemas? Muitas vezes pergunto se problemas financeiros causam o fim de um romance? Há uma alguma forma de resolver as divergências por causa do dinheiro? A dura realidade é esta: discussões sobre dinheiro podem matar um casamento. Encontrar uma forma de chegar a um entendimento sobre dinheiro pode ajudar a restaurar a harmonia. Aqui estão algumas estratégias simples para melhorar seu relacionamento com dinheiro e com o seu cônjuge.

Sua opinião sobre dinheiro

Vê dinheiro como uma ferramenta? Ou como uma arma? Muitas pessoas sentem emoções fortes quando se trata de dinheiro. É por isso que tantas pessoas discutem sobre como este deve ser usado. Pode ser complicado lidar com as finanças no casamento, em parte por causa de que tendemos a ter o apego emocional. Mudar sua abordagem pode ser útil.

• Ser estratégico – quando se trata de questões de dinheiro, pense no seu casamento como um negócio. Todos os negócios bem sucedidos têm um orçamento. Cada parceiro no negócio é responsável por manter seu orçamento corretamente. Tratar das finanças no casamento de forma profissional pode ajudá-lo e pode assim aproveitar ao máximo o dinheiro.

• Partilhe– quando deu o nó, provavelmente não disse “o que é meu é meu, e o que é seu é seu”. Em muitos casamentos, o parceiro que ganha mais dinheiro muitas vezes sente ressentido do cônjuge que ganha menos. A menos que  tenhada casado por dinheiro, precisa dividir recursos. O parceiro que tem menor cota no orçamento familiar certamente contribui em outros aspectos valiosos.

• Dívida sem vergonha – tentar envergonhar o cônjuge é um dos piores erros que pode cometer. Em vez de reclamar sobre a dívida, procure uma forma de resolver o problema. Acha que seu parceiro tem um problema? Ao invés de discutir, fale com um conselheiro financeiro ou obtenha ajuda de um conselheiro de casamento. Muitas vezes, é preciso a intervenção de um terceiro, imparcial.

Equilibrar as finanças no casamento

Pessoas diferentes têm diferentes estilos de vida. Alguns gostam de gastar outros de poupar. Alguns são mais contidos outros gostam de ter o mais novo e o melhor de tudo. Se ainda não é casado, tente falar de dinheiro com seu parceiro. Se é casado e as finanças no casamento estão a causar problemas, encontrar uma forma de equilibrar hábitos é uma obrigação.

• Trabalho em equipa – trabalhar juntos para poupar dinheiro pode fazer milagres. Decidir sobre um objetivo comum e fazer uma estratégia para atingir a meta. Se quiser poupar para umas férias, comprar uma casa ou simplesmente ver um deterinado número na sua conta poupança, ter um objetivo torna o trabalho em equipa mais fácil e mais divertido.

• Faça uma lista – faça uma lista de coisas que cada pessoa gostaria de gastar dinheiro. Lembre-se, cada um de vocês é um indivíduo, e como indivíduos, têm seus próprios desejos, esperanças e sonhos.

• Filhos envolvidos – muitas vezes não aprendemos a gerir o nosso dinheiro enquanto crianças. Se tem filhos, trabalhar em conjunto com seu parceiro para ensinar hábitos de boa gestão pode ajudá-lo a superar os seu próprio hábitos menos perfeitos.